Bom 2007 (tecnológico)

Nesta passagem de ano, para além dos comuns desejos das festividades e das loucuras, há sempre um olhar atento que de repente se perde, deixando por exemplo uma criança no meio de uma multidão. Qual de nós não se lembra de se ter perdido pelo menos uma vez dos nossos pais, sentindo-se sozinho no meio de um mar de gente.

O meu olhar também não estava desatento ao seguinte exemplo que vos deixo sobre a utilidade da tecnologia ubíqua de que tanto já falei. De pelo menos dos 3 anúncios projectados pelos dois vídeo-wall, com texto de rodapé, este definitivamente não podia falhar na atenção.

Finalmente alguém se lembrou de usar um telemóvel com câmara fotográfica para ajudar alguém, tiraram a fotografia à menina e enviaram por bluetooth para a régie, e projectaram a informação.

Simples, prático, tecnológico, funcional, e… genial.

Já agora, quando eu me perdi das três vezes que me lembro, ainda não existiam sequer telemóveis, quanto mais câmaras digitais. E a última delas só foi há 10 anos.

Deixe uma resposta

2 × four =